O Lupus Eritematoso Sistêmico é uma doença autoimune classificada no grupo das colagenoses que acomete principalmente mulheres em idade fértil. Ocorre um desequilíbrio do sistema imunológico do paciente com LES e esse começa a produzir anticorpos (células de defesa) que agridem o seu próprio organismo causando os mais variados sintomas como:

  • Febre, emagrecimento, queda de cabelo, fadiga;
  • Dor articular;
  • Alterações cutâneas;
  • Alterações renais: urina ”espumosa” (por perda de proteínas), inchaço no corpo, insuficiência renal;
  • Alterações cardíacas: pericardite, aterosclerose;
  • Alterações pulmonares: Inflamação da pleura, hipertensão pulmonar;
  • Alterações hematológicas: anemia, queda do número de plaquetas;
  • Alterações no Sistema Nervoso Central: convulsão, depressão, cefaleia, distúrbios de comportamento.

 

Sua causa ainda é pouco conhecida, mas sabe-se que estão envolvidos fatores ambientais (como exposição à luz solar, alguns medicamentos), fatores genéticos, imunológicos e hormonais que contribuem para o desenvolvimento da doença.

O Lupus é uma doença crônica onde ainda não se pode falar em cura, mas sim em remissão da doença. O tratamento deve ser individualizado para cada paciente de acordo com os órgāos acometidos e gravidade dos sintomas.

Uma boa relação com seu médico é fundamental para a adesão ao tratamento e remissão da doença.